Follow by Email

terça-feira, 23 de julho de 2013

Toda a gente já conhece a minha hiper energia e actividade, a que acresce as demasiado frequentes explosões de mau feitio, quando a mostarda me chega ao nariz, vários médicos e  amigos me aconselham a prática de actividades de relaxamento, tais como Pilates, a que estou há muito tempo rendida, mas muito mais por conta do resultado físico.
E, claro, o Yoga, de que vejo os benefícios mas que, após ter experimentado uma primeira aula, quando chegou a fase dos mantras, não me contive e fui "convidada a sair" por comportamento inadequado.
Entretanto, fruto de aturada pesquisa e sabendo que um mantra pode ser qualquer som, sílaba, palavra, frase ou texto, que detenha um poder específico para o praticante, descobri o ideal para mim que não tenho quaisquer dúvidas sobre o poder de relaxamento a que me irá induzir!

Prometo apenas murmurar:




8 comentários:

  1. Tanta raiva acumulada. Acho que não deverias de usar essa raiva toda durante a meditação :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então? Faz mal Diogo?? Tu não me digas uma coisa dessas... será melhor optar pela tua dança?

      Eliminar
    2. Fear leads to anger; anger leads to hate; hate leads to suffering.

      Faz o que entenderes, mas não medites a dizer fodasse, até porque te tira toda a concentração XD

      Eliminar
    3. Bem... vendo por esse prisma, tens toda a razão... essa palavra é realmente desconcertante :)

      Eliminar
    4. Eu não consigo meditar se tiver que me concentrar em algo como palavras. E mesmo que consiga, nunca fica um exercício bem feito.

      Eliminar
    5. Acho que tenho de escolher outro mantra. :)

      Eliminar
  2. Tira toda a concentração e lixa a carola de quem estiver a ouvir :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade... a intenção era lixar a carola do prof. que me expulsou :))

      Eliminar